Posso me especializar em uma área diferente da minha?

Você sabia que as pessoas que possuem um diploma de nível superior podem se especializar em uma área diferente da graduação?

Aquela ideia de que você deve seguir sempre em Humanas, Exatas ou Biológicas é um mito! Você pode optar por expandir seu conhecimento em qualquer uma dessas áreas. Independente daquela que você se formou. Uma ótima notícia, concorda?

É sobre isso que vamos falar neste post! Continue lendo e sabia mais sobre as possibilidades que uma pós em outro ramo pode trazer para seu futuro profissional. 

Vantagens de escolher outra área de especialização

Antes de começar, vale reforçar e acabar de vez com o mito: se você tem um diploma de nível superior, você pode, sim, se especializar em uma área diferente da sua formação. 

E acredite: quando você decide aprender mais sobre um assunto de outro ramo e investe em uma determina área de especialização, você encontra oportunidades que nunca imaginou.

Ou seja, atravessar as fronteiras das tradicionais áreas do conhecimento é algo possível e mais comum do que você imagina. E ao fazer isso, você encontra um grande número de oportunidades e vantagens — como verá a seguir:

Crescimento profissional

A sua área de especialização pode contribuir para impulsionar a sua carreira e/ou o seu negócio. Sabe como?

Um administrador que tem seu próprio negócio, por exemplo, pode facilmente buscar uma pós com ênfase em recursos humanos para alavancar sua empresa e se tornar um profissional ainda mais completo. 

Assim, com o conhecimento adquirido nesse curso, ele será capaz de gerenciar melhor sua equipe, fortalecendo a estrutura organizacional da empresa. 

Outro exemplo é de um dentista que decide passar um tempo na área de Ciências Sociais Aplicadas. Fazendo um MBA em Contabilidade Gerencial, ele passou a tomar melhores decisões em relação aos recursos financeiros e ao patrimônio do seu consultório odontológico de médio porte.

Portanto, como citado anteriormente, cursar uma pós em uma área diferente da graduação pode tornar você um profissional mais competitivo. Além de possibilitar a sua singularidade no mercado.

(Fonte da imagem: Biosaprova).

Mudança de carreira

Além de adquirir conhecimentos vantajosos para a sua carreira, você pode se identificar com uma nova profissão durante os estudos. Portanto, a especialização pode ser o empurrão que faltava para você fazer uma grande mudança de carreira.

E o melhor: através da base adquirida na pós-graduação, você pode realizar sua transição de carreira com maior segurança!

Ampliação da rede de contatos

Outra vantagem de cursar uma pós em uma área diferente da graduação é fazer novos contatos. 

Conhecer profissionais de outros ramos ajuda a ampliar seus horizontes e a gerar mais oportunidades para a sua carreira.

Leia também: 7 dicas poderosas para um networking eficiente

Aprofundar conhecimentos de seu interesse

O curso de especialização não precisa estar diretamente relacionado à sua vida profissional. Você pode estudar também pelo simples prazer de aprofundar seus conhecimentos sobre uma área que goste. 

É possível estudar mais sobre a gestão de projetos, sobre o processo de alfabetização, sobre TI, ou mesmo, adquirir saberes específicos através de uma especialização em agronegócios.

Geração de novos conhecimentos

Ao mesclar saberes de diferentes áreas, você pode se deparar com um novo conhecimento. Isto é, pode desenvolver novos conceitos e teorias que impactam positivamente outras atividades.

Escolhendo o curso de especialização certo

Antes de partir em sua próxima aventura na busca pelo crescimento profissional, vale garantir que está escolhendo sua pós-graduação da maneira correta. 

Portanto, como você deve ter uma vida corrida, verifique se o curso de seu interesse pode ser realizado a distância. 

Afinal, a modalidade EAD traz justamente a vantagem de se adaptar a rotina dos alunos, já que nela é possível escolher seus próprios horários de estudo. Assim você vai facilitar a inclusão dos estudos na sua rotina, além de gerar mais flexibilidade para aprender.

Verifique também a estrutura curricular, o tempo de duração e, claro, se o curso e instituição de ensino têm sua qualidade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). 

Lembrando que o reconhecimento junto ao ministério é essencial para assegurar que você vai receber um diploma válido ao término dos estudos.

Agora você já sabe que pode seguir uma pós em uma área diferente da graduação. Então, que tal conferir cursos de pós-graduação que você pode fazer a distância? 

Na Pós Unigran EAD você tem várias opções de especializações e MBAs que podem ser concluídas em 7 meses e com TCC opcional, na maioria dos cursos! Para conferir a lista de pós-graduações disponíveis é só clicar aqui.


Educação ambiental: por que promover?

Seja na educação infantil ou no ambiente empresarial, a educação ambiental se tornou um tema de extrema importância para um desenvolvimento consciente e saudável de pessoas e negócios.

Entender melhor como evoluir de maneira sustentável garante um futuro promissor e duradouro para a sociedade. Além disso, pode ajudar empresas a direcionar melhor seus recursos, cortar gastos, desperdícios e, ainda, agregar valor a sua marca e/ou produto.

Com um mundo em constante crescimento populacional e avanço tecnológico, promover a educação ambiental é promover também o uso consciente e racional da natureza, beneficiando o desenvolvimento sem comprometer o meio ambiente. Desse modo, é possível evoluir no presente e garantir a evolução no futuro.

Quer saber mais sobre o que é a educação ambiental e quais os principais benefícios de incentivar esse movimento? Então, continue a leitura e confira!

O que é a educação ambiental?

A educação ambiental nada mais é do que a conscientização e o ensino sobre a importância da natureza e do meio ambiente para o bem-estar e qualidade de vida das pessoas.

Sendo assim, o estudo direcionado a esse tema visa desenvolver um estilo de vida sustentável e mais limpo. Com redução da poluição e incentivo a reciclagem e reutilização de resíduos e materiais, diminuição do lixo e seus malefícios ambientais.

(Fonte da imagem: Pensamento Verde).

Nas escolas, o ensino ambiental ajuda a formar seres humanos melhores, que entendem o seu papel no planeta e o impacto de suas ações no dia a dia. Já nas corporações, instituições e empresas, onde os impactos ambientais são maiores, a educação ambiental se faz ainda mais necessária.

Portanto, com a população aumentando significativamente todos os anos, produzir mais, com qualidade e de maneira sustentável é um grande desafio. 

Por isso, investir em conhecimento sobre o assunto facilita a elaboração de estratégias, planejamentos e soluções para aproveitar melhor os recursos e resíduos que resultam desses processos de produção.

Diante da relevância do tema, a educação ambiental se tornou lei no Brasil. O Art. 1o da Política Nacional de Educação Ambiental, Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999 traz a seguinte definição:

“Entende-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.”

Desse modo, a Política Nacional de Educação Ambiental tornou obrigatório o ensino da pauta em todos os níveis de ensino. Esta visa ressaltar como a sustentabilidade pode transformar de maneira positiva as esferas sociais, econômicas e políticas.

Quais as vantagens de promovê-la?

Você já parou para pensar que tudo o que precisamos para viver vem da natureza? Do ar que respiramos ao alimento que está em nossas mesas todos os dias, tudo depende do equilíbrio e da saúde do meio ambiente. 

(Fonte da imagem: Pedagogia para concurso).

Ou seja, a redução da poluição melhora a qualidade do ar e diminui a ocorrência de diversas doenças respiratórias. A preservação do solo e da água e o manejo consciente das plantas também garantem alimentos nutritivos e saudáveis, além de matéria-prima para outros fins essenciais.

Nesse cenário, a educação ambiental viabiliza o melhor aproveitamento desses e outros recursos naturais, gerando benefícios para a sociedade e para as empresas.

Dentro dos gastos operacionais, o uso consciente de energia e água e a gestão de resíduos e materiais pode ser a chave para economizar. Além de reduzir impactos negativos e ainda aumentar a margem de lucro da empresa.

Assim, a corporação consegue agregar valor em sua imagem através da sustentabilidade. Ajudando o meio ambiente e reforçando esses valores em seus colaboradores, criando um ciclo de hábitos sustentáveis naquele meio. 

Enfim, graças a lei do ensino ambiental e ao destaque do assunto pelo público da nova geração, as novas empresas já estão sendo formadas por pessoas que reconhecem a importância da natureza e do meio ambiente para o equilíbrio da sociedade.

Dessa forma, ao introduzir as bases e princípios desde a infância, o mundo ganha com pessoas que aprendem desde cedo a pensarem mais alto e a desenvolver soluções verdes. Estas, aos poucos, vão revolucionando a forma com que o ser humano cuida de seu bem maior, o planeta terra. 

E então, já pensou em fazer parte dessa jornada e ser um dos profissionais capazes de realizar mudanças significativas em prol do meio ambiente?

Com a graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária da Unigran EAD isso é possível! 

Através de uma plataforma própria e intuitiva você tem acesso aos mais variados materiais de estudo, sempre acompanhado por professores Mestres e Doutores, para um aprendizado de excelência.

Conheça a grade curricular e demais informações sobre o curso clicando aqui!

Leia também: ESG: Conheça a nova onda verde


O que uma pós em gestão pode agregar na sua carreira?

Se você está pensando em se especializar para turbinar sua carreira, a pós em gestão pode ser uma ótima escolha. Ainda mais se você tiver a intenção de investir no seu próprio negócio, ou mesmo, adquirir um cargo ligado à liderança. 

Para entender mais sobre essa possibilidade, preparamos este blog! Continue lendo para saber o que é gestão, conhecer os benefícios de estudar o tema e conferir alguns tipos de especialização nessa área.

O que é a gestão?

O termo pode até parecer complicado, mas é só impressão mesmo! Gestão nada mais é do que coordenar os recursos financeiros, humanos e patrimoniais da empresa com as melhores práticas para alcançar um determinado objetivo.

Logo, aquela ideia de que um bom gestor é aquele que sabe dar ordem, não poderia estar mais errada. Ao invés de distribuir ordens, o papel do gestor é outro. Esse profissional tem como função planejar, organizar, dirigir e controlar organizações que atuam nos mais diferentes segmentos do mercado.

Como uma especialização agrega valor à gestão?

Ser um bom gestor não é algo que acontece da noite para o dia. É preciso muito estudo, preparo e experiência prática para ser um bom líder empresarial. 

Logo, com uma pós-graduação no currículo, você tem a base teórica necessária para gerir as mais variadas organizações.

E, ao unir a experiência profissional com os conhecimentos adquiridos nesse curso, o profissional vai ser capaz de fazer uma gestão mais eficiente e com maior segurança. Afinal, vai aprender a usar modelos, técnicas e ferramentas certas para elevar a empresa a um novo patamar.

(Fonte da imagem: Upflux).

Os diferentes tipos de pós em gestão

Agora que você já conhece o conceito de gestão, confira alguns dos diferentes tipos de especialização que podem ser encontradas no mercado:

Pós em Gestão de Projetos

Ao escolher esta pós-graduação em gestão, você vai se tornar um especialista em gerenciar projetos. Isto é, vai saber como criar, gerir e operacionalizar processos para que um projeto torne-se realidade.

Colocando em prática seus conhecimentos em disciplinas como “Gerenciamento do Tempo e dos Custos”, você pode atuar com a análise de soluções empresariais, bem como, identificando oportunidades para desenvolver novas estruturas de trabalho.

Portanto, o campo de atuação do gestor de projetos é amplo e muito vantajoso para o profissional. 

Pós em Gestão Estratégica Comercial e Vendas

Quem opta por esta pós em Gestão Estratégica Comercial e Vendas se torna habilitado e qualificado para atuar de forma estratégica na área comercial de uma organização, conquistando e fidelizando clientes.

Assim, o profissional da área traz para a empresa uma visão estratégica das atividades existentes, permitindo a criação de parcerias comerciais e estreitando os laços da marca com seus clientes e fornecedores. O que proporciona o aumento da produtividade e a melhora dos resultados de vendas.

Pós em Gestão da Tecnologia da Informação

Já a pós em Gestão de TI é voltada a líderes que precisam orientar equipes do setor. Com este curso, você vai aprender a gerenciar os profissionais da área, para que possam usar a tecnologia da informação, a fim de atender as demandas da empresa e melhorar seu desempenho.

Além disso, esse MBA também prepara você para fazer planejamento estratégico de TI e promover melhorias nos diversos processos do departamento.

Pós em Gestão de Cooperativas

Esta pós em Gestão de Cooperativas é indicada a profissionais que estão à frente e/ou fazem parte de cooperativas de trabalho. Seu objetivo é mergulhar nos estudos, pesquisas e reflexões sobre os desafios dessa gestão. Afinal, gerir esse tipo de sociedade costuma ser mais complexo e desafiador que as empresas tradicionais.

Enfim, agora que você sabe mais sobre gestão, que tal conhecer mais detalhes sobre os cursos apresentados?

Você pode investir no seu crescimento profissional e conquistar sua pós em 7 meses com a Pós Unigran EAD! Aqui você estuda uma disciplina por vez e tem todo o suporte necessário para um aprendizado de excelência.

Acesse nosso site e saiba mais sobre a pós em Gestão de Projetos, Gestão Estratégica Comercial e Vendas, Gestão da Tecnologia da Informação e Gestão de Cooperativas.

Leia também: Como o MBA pode ajudar no sucesso do seu negócio?


Falta de vitaminas: consequências da insuficiência

O organismo humano é repleto de funcionalidades que garantem a nossa sobrevivência. Entretanto, nem todas as substâncias necessárias são produzidas por ele. Assim, temos a necessidade de suprir essa carência consumindo determinados alimentos.

Nesse sentido, as vitaminas são essenciais para que o organismo funcione adequadamente. Já que na ausência delas, as pessoas podem sofrer com problemas diversos.

Por isso, é importante compreender a relação entre a nutrição e as demandas do corpo. Saiba mais sobre o assunto na sequência.

O problema da falta de vitaminas para o corpo humano

A fragilidade do corpo humano, quando não há uma nutrição adequada, pode abrir espaço para ameaças como vírus, bactérias e fungos. Isso pode gerar gripes, resfriados e infecções.

Nosso sistema imunológico atua no combate a esses agentes de forma a proteger o organismo. Mas para tanto, ele precisa de uma alimentação equilibrada, garantidora dos nutrientes necessários para combatê-las.

Afinal, a falta de vitaminas faz com que as ameaças citadas se tornem riscos muito maiores.

Portanto, essa alimentação precisa ser rica em verduras, legumes, frutas e grãos, pois são esses os alimentos que possuem em sua composição as vitaminas necessárias. Além disso, temos os minerais que o nosso corpo não consegue produzir e que auxiliam na proteção do corpo humano.

A importância das vitaminas no desenvolvimento infantil

As vitaminas A, C, D, K e B são essenciais para o bom desenvolvimento da criança, além de serem recomendadas também para adultos.

(Fonte da imagem: El Mundo).

A vitamina A, por exemplo, é boa para a visão, pele e ossos. Seu consumo adequado pode ajudar no crescimento ósseo, evitar problemas no desenvolvimento da pele e das mucosas, além de atuar na composição dos pigmentos necessários para o bom funcionamento da retina.

Já a vitamina C atua na construção de ossos, músculos e dentes saudáveis. Com sua ação antioxidante, ela também é importante para o sistema imunológico da criança. Oferecendo a ela maior resistência, além de facilitar a absorção de ferro nos alimentos.

A vitamina D é essencial para o crescimento e desenvolvimento de ossos e dentes das crianças, sendo útil contra o raquitismo. E ela possui uma peculiaridade: com a exposição controlada à luz do sol, sua absorção costuma ser melhor.

A vitamina K é importante para a coagulação do sangue. Na insuficiência dessa vitamina, a criança passa a ter maiores problemas para cicatrizar feridas.

Quando a alimentação não oferece a quantidade adequada de vitamina K, os sinais podem ser identificados no surgimento de anemia e na lenta cicatrização.

O que é o complexo B?

Além das já citadas, existem também as chamadas vitaminas do complexo B que são, na verdade, 6 compostos (B1, B2, B3, B5, B6 e B12). Eles são de fundamental importância e atuam:

  • nos glóbulos vermelhos;
  • no sistema neurológico;
  • na regulação e produção da energia do corpo;
  • no reforço do sistema imunológico;
  • na saúde da pele, dos cabelos e do intestino.

O complexo B são vitaminas ligadas ao metabolismo celular, por isso sua importância se dá em tantos aspectos. E, como são quimicamente diferentes, dizemos que não há apenas uma vitamina B, mas sim, um conjunto delas que formam o complexo.

Os alimentos necessários para evitar a falta de vitaminas

Refeição rica em vitaminas
(Fonte da imagem: Metropoles).

As vitaminas podem ser encontrada nos mais variados alimentos. A vitamina A, por exemplo, está presente em leites, ovos, kiwi, cereais integrais, tomate, espinafre e cenoura. 

Já a vitamina C está presente no limão, na laranja, em diferentes tipos de alimentos cítricos, na alfafa e no coentro.

Alimentos como leite, queijo, azeite de oliva e champignon são ricas fontes de vitamina D. Enquanto os alimentos que contém vitamina K são as verduras de folha verde, manjericão, brócolis, repolho, entre outros.

Por fim, o complexo B pode ser obtido a partir do consumo de semente de girassol, mel, brócolis, repolho, aveia e hortaliças verdes, por exemplo.

A questão fundamental é garantir uma alimentação equilibrada para evitar a falta de vitaminas. Afinal, elas são garantidoras do bom funcionamento do organismo e, por isso, uma dieta balanceada e rica nos nutrientes citados só pode trazer benefícios para sua saúde.

Entendeu agora a importância das vitaminas? Se você gosta de estudar assuntos relacionados às mais variadas formas de vida, suas funcionalidades e relevância para a manutenção da saúde, então vale a pena conhecer o curso de Ciências Biológicas da Unigran EAD.

Nele você estuda uma disciplina por vez, aprendendo com professores Mestres e Doutores, através de uma plataforma totalmente exclusiva e intuitiva.

Confira a grade curricular e demais informações sobre o curso clicando aqui


4 técnicas para construir um ótimo discurso

Seja no trabalho, na escola ou em ocasiões especiais, um bom discurso precisa impactar e ser claro para transmitir uma mensagem. E se engana quem pensa que para construir um bom discurso é preciso usar palavras difíceis e rebuscadas.

Para deixar o seu recado de maneira marcante, o mais importante é que você esteja seguro e a vontade para se expressar. Para isso, existem algumas técnicas básicas que podem ser úteis em qualquer ocasião, mesmo que o discurso seja improvisado e inesperado. 

Afinal de contas, conquistar pessoas através das palavras é fundamental para quem deseja impactar o seu meio e provocar ações e reações de acordo com o seu objetivo. Se você tem interesse em seguir uma carreira de liderança, ou mesmo, melhorar sua capacidade de comunicação para exercer sua influência no mundo de maneira positiva, esse artigo é especialmente para você.

Confira nossas dicas para construir um bom discurso e estar sempre pronto para qualquer situação!

4 dicas para um bom discurso:

1. Se aprofunde no assunto 

O primeiro passo para construir um bom discurso é, sem dúvidas, se aprofundar no tema e na pauta levantada. Isso significa que não basta apenas conhecer o conteúdo relacionado ao título de seu discurso, é importante ir além e explorar outras visões, o que permitirá enriquecer sua fala.

Mas fique tranquilo, não é preciso adicionar tudo o que você ler ou estudar dentro dos seus argumentos. Afinal, muitas das vezes os discursos têm um tempo estimado e precisam ser objetivos para prender a atenção do público – o que se torna difícil em discursos demorados.

(Fonte da imagem: Masterd).

O objetivo de se aprofundar no assunto, na verdade, é te trazer mais segurança na hora de passar a mensagem. Quando você sentir que está dominando aquele tema, todo o nervosismo de falar algo incorreto ou ser confrontado por perguntas é eliminado.

Além disso, ao se sentir mais confiante, até sua postura é impactada positivamente. Pessoas com autoridade em um tema demonstram isso através de suas palavras, gestos e articulações, dando mais confiança ao público para ouvirem e refletirem sobre aquilo que estão recebendo.

2. Considere o público em questão

Além de dominar o tema para transmitir segurança ao público, conhecê-lo bem é fundamental para construir um bom discurso. A questão não é dizer o que eles esperam ouvir, mas saber como conquistá-los e quebrar paradigmas para que o seu recado seja direto e objetivo, ultrapassando as barreiras mentais que podem estar pré-definidas em suas mentes.

Para cativar os seus ouvintes, vale a pena estudar mais sobre o perfil geral, público-alvo ou persona que estará presente. Com isso, o discurso poderá conter elementos personalizados de acordo com o ambiente.

Se o público presente for jovem e a mensagem for de incentivo, por exemplo, será possível usar toques humorísticos e perspectivas que prendam a atenção. Já se o público apresenta um perfil formal e sério, ir para o lado reflexivo e motivacional pode ser a melhor opção.

Falar a linguagem do público já é um grande passo para ter sucesso no seu discurso e conseguir passar aquilo que você deseja a eles.

3. Faça rascunhos do seu discurso

Após definir a linguagem e o tom de suas falas, colocar as ideias no papel é o próximo passo. Caso você ainda não saiba por onde começar, criar uma lista de tópicos ou exemplos que possam ser usados na construção do seu discurso pode te ajudar a encontrar um ponto de partida.

Os rascunhos são ótimos para organizar ideias e rever frases que devam ou não estar presentes no discurso. Além disso, eles ajudarão a fixar melhor o conteúdo para treinar e não esquecer nenhum ponto importante.

O rascunho final pode servir de base no dia da apresentação para que você não pule nenhum tópico ou exemplo. No entanto, não se apoie somente no texto escrito e evite ficar lendo o conteúdo, para que suas falas não percam a naturalidade e continuem passando confiança e autoridade no assunto.

4. Treine o máximo possível

Rascunho pronto? Então é hora de praticar e treinar o seu discurso até que ele esteja carregado de emoção e possa atingir os seus objetivos.

Vale a pena ressaltar que um discurso não é composto apenas pelo que você diz, mas também pelo que seu corpo expressa na hora que está falando. Por isso, treinar suas movimentações e gestos também é importante.

Para isso, um bom truque é discursar para si mesmo em frente a um espelho, observando se você está passando uma imagem de segurança e influência aos ouvintes. 

(Fonte da imagem: Clube da Fala).

Outra opção são as gravações. Afinal, gravar o discurso pode ajudar a melhorar a dicção e o tempo de fala. Além disso, palestrar para familiares e amigos é uma boa estratégia para receber feedbacks e ajustar pontos necessários.

Por fim, imagine que o seu discurso pode ser o pontapé inicial para transformar uma vida. Com isso em mente e colocando nossas dicas em prática, construir um bom discurso nunca mais será um problema!

E se você ainda achar que precisa de mais ajuda para treinar seu discurso e desenvolver suas habilidades de comunicação, a Unigran EAD tem o Curso Livre perfeito para isso!

Com o curso de Apresentação e Comunicação Interpessoal você potencializa seu discurso, aprimora técnicas para perder o medo de falar em público, aprende a utilizar ferramentas em seu favor e, ainda, como envolver sua plateia!

Tudo isso, estudando na modalidade a distância e em um curso de rápida duração. Acesse nosso site e tenha mais informações. Clique aqui!

Leia também: Por que investir em Cursos Livres?


Vaticano: o simbolismo sagrado

Sendo o menor país soberano do mundo, o Vaticano conta com uma população de cerca de 825 pessoas. Esse lugar encantador se encontra no centro de Roma, a capital da Itália e do antigo Império Romano.

Apesar de seu diminuto tamanho, que não é maior do que meio quilômetro quadrado, ele representa a sede da autoridade máxima da Igreja Católica Romana, o Papa.

Incrível, não é? Continue a leitura e saiba mais sobre este fantástico pedaço do mundo.

A história do Vaticano

Sua existência remonta ao ano de 1929, quando foi criado pelo papa Pio XI e o então ditador da Itália, Benito Mussolini. Os dois firmaram um acordo que visava beneficiar ambas as partes ao garantir uma sede mundial para a Igreja Católica. 

Assim, em contrapartida, deveriam abrir mão das terras que havia conquistado durante o período da Idade Média e reconhecer Roma como a nova capital da recém-unificada Itália.

Além disso, uma curiosidade interessante sobre esse período, é que após Jesus ser crucificado, o cristianismo era ainda uma religião minoritária. Seus seguidores foram perseguidos e tiveram a árdua tarefa de difundir a crença cristã durante o período do Império Romano.

Naquela época, havia já a disputa pela cidade de Jerusalém, tão importante na crença cristã quanto na judaica e muçulmana. Com a ampliação das fronteiras do cristianismo e o aumento do poder da Igreja Católica, deu-se a transformação, pelo imperador Constantino, de Roma como um centro de adoração cristã.

Tendo isso em mente, torna-se mais fácil entender porque Mussolini firmou o acordo de criação do Vaticano enquanto Estado independente, a fim de obter o poder sobre Roma.

O turismo na Cidade-Estado

A Cidade do Vaticano recebia cerca de 8 milhões de visitantes anualmente, mas esse número foi bem abalado pela pandemia do Covid-19. 

Ainda assim, o turismo no Vaticano é forte, trazendo turistas movidos pela curiosidade ou pela fé e desejo de conhecer um local tão importante e simbólico do cristianismo.

Sendo um expoente da arquitetura devido às obras ali presentes, como a Basílica de São Pedro e a Praça de São Pedro, além dos Museus Vaticanos, a Cidade do Vaticano representa um símbolo concreto da fé católica. Assim, atraindo fiéis ao redor do mundo, ansiosos em visitar o local e, talvez, até ter a experiência de ouvir uma missa celebrada pelo Papa.

E, falando no sumo pontífice, é no Vaticano que se encontra o Palácio Apostólico, residência oficial do Papa. Lá também podemos encontrar outros locais famosos, como a Capela Sistina, cuja arquitetura se inspira no Templo de Salomão do Antigo Testamento.

A Capela Sistina conta com afrescos pintados pelos maiores artistas da Renascença, sendo Michelangelo o responsável pelas obras mais famosos, que são: o teto da Capela, e a parede do altar, na qual está representada o Juízo Final.

Interior da Capela Sistina
(Fonte da imagem: Infoescola).

Mas, caso queira visitar o local, saiba que é proibido tirar fotos dentro da Capela Sistina! O lado positivo é que ao ficar longe das telas, você poderá aproveitar todos os detalhes das belíssimas pinturas e até desfrutar dos bancos dispostos nas laterais, para contemplar o esplendor da arquitetura local.

Como funciona a estrutura política e a economia do país?

O Papa é o chefe de Estado da Cidade do Vaticano, sendo eleito para o seu cargo vitalício por um conclave. Uma cerimônia que é assistida por muitos ao redor do mundo.

Ele detém para si os poderes legislativo, executivo e judicial do Estado que governa. Ou seja, seu governo e suas decisões são absolutas.

Isso porque é considerado sucessor direto de São Pedro. Portanto, o chefe de Estado não deve prestação de contas a ninguém, visto que é um enviado de Deus para a Terra.

O Estado do Vaticano também tem embaixadores próprios e conta com um jornal, estação de rádio e força militar próprios, sendo essa denominada Guarda Suíça. 

Já no que diz respeito a economia, a moeda oficial do Vaticano é o euro, desde 2002. E seus idiomas oficiais são o italiano e o latim.

Vaticano: um símbolo do cristianismo

Oito Papas já passaram pelo Trono de São Pedro desde a criação oficial do Estado do Vaticano. No entanto, o número total chega em 266 Papas, sendo o último o Papa Francisco, eleito em 2013.

Praça de São Pedro no Vaticano
(Fonte da imagem: Segue na viagem).

Bem mais que pelas belezas artísticas e importância arquitetônica, o Estado do Vaticano tem forte simbolismo ao representar a sede do Estado da fé católica, sendo a expressão da vontade de Papas do Renascimento.

Desse modo, a visita ao Vaticano é uma viagem compressa em fé, espiritualidade e arte, que permite apreciar a beleza, importância e imponência desse grande símbolo da religião católica.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o Vaticano? Quem se interessa por esse e outros assuntos religiosos, pode investir nos estudos sagrados e fazer dessa curiosidade uma profissão.

A Unigran EAD oferece a graduação em Teologia, na modalidade a distância, com duração de 6 semestres (3 anos). Através dela, você poderá aprender ainda mais sobre a fé humana e sua relação com o divino, estudando uma disciplina por vez e sem atrapalhar sua rotina atual!

Clique aqui para acessar nosso site e conhecer mais sobre esse curso.

Leia também: O que a cruz significa para o cristianismo?


Como o MBA pode ajudar no sucesso do seu negócio?

Quem empreende, obviamente, busca o sucesso da sua empresa, certo? Mas você já parou para pensar sobre como ter um MBA pode ajudar a alcançar essa meta? 

Afinal, além de dominar sua principal atividade, entender conteúdos como a gestão de negócios, contabilidade e recursos humanos trazem um grande diferencial, já que elas são áreas cruciais para o crescimento de qualquer organização.

Para entender mais sobre essas áreas e os benefícios que elas podem trazer, basta continuar a leitura e descobrir como o MBA pode ajudar na gestão da sua empresa.

Os benefícios do MBA para a gestão contábil

Você acompanha de perto todas as atividades contábeis da sua empresa? Sabe qual é o valor do seu patrimônio, quanto paga de impostos e se está enquadrado no melhor regime tributário? 

Esses temas são um pesadelo para muitos empreendedores e, por muitas vezes, são assuntos que acabam ficando na responsabilidade exclusivamente do contador.

Se este é o seu caso, saiba que essa não é a melhor opção! Afinal, como proprietário, é essencial que você tenha uma noção, mesmo que básica, de todos os tributos e taxas pagas por sua empresa, assim como, o lucro obtido por ela. 

Ou seja, o ideal é sempre buscar os conhecimentos necessários para entender corretamente sobre a gestão contábil da sua empresa. Fazendo isso, esse departamento, que é visto como burocrático, se tornará uma peça estratégica para alavancar seu negócio.

Assim, ao optar por uma especialização na área, como o MBA em Contabilidade Gerencial e Controladoria, você vai mergulhar profundamente no mundo da contabilidade. E, durante os estudos, vai conhecer ferramentas de gestão da informação que vão ajudar na tomada de decisão. Além de aprender sobre planejamento financeiro, tributário e controle interno dos recursos financeiros. 

Como resultado, você vai poder usar todo esse conhecimento para aprimorar a gestão da sua empresa e impulsionar a sua expansão.

E os benefícios do MBA para a gestão de negócios?

Independentemente de seu perfil empreendedor ser por oportunidade ou necessidade, para ter sucesso, você precisa dominar diversos aspectos da gestão de um negócio. 

Pessoas participando de uma reunião empresarial
(Fonte da imagem: Labfin Provar Fia).

Afinal, você, certamente, terá mais dificuldades para se manter no mercado, caso não tenha conhecimentos específicos sobre marketing, gestão estratégica e processos decisórios, por exemplo.

Isso porque gerenciar uma empresa vai muito além do que saber fazer bem o seu produto ou serviço. É necessário conhecer também os processos internos que ajudam a atrair e reter clientes, além de construir uma forte equipe de vendas.

Ao investir em uma especialização, como o MBA em Gestão Estratégica Comercial e Vendas, você vai adquirir esses e muitos outros conhecimentos. Levando o aprendizado do curso ao seu negócio, melhorando seu nível profissional, sua competitividade no mercado, aprimorando suas habilidades empreendedoras e, ainda, dominando ferramentas que vão auxiliar o sucesso da sua empresa.

O MBA para a gestão de pessoas também traz vantagens?

Claro que sim! Uma empresa é feita por pessoas e para pessoas, por isso, é indispensável saber gerenciar sua equipe! 

Com isso em mente, se pergunte: Como é a minha relação de trabalho com meus funcionários? Eu sei guiá-los e desenvolvê-los para atingirem seu potencial e melhorarem os resultados da empresa? 

Os profissionais que trabalham com você são o seu maior trunfo!

Sem uma equipe devidamente preparada e comprometida com a missão e com os objetivos do negócio, você não terá bons resultados. Portanto, não poupe esforços para formar um time campeão que vai alavancar o crescimento da empresa. 

Logo, optar por uma especialização vai ajudar você nessa tarefa desafiadora.

Ao fazer um curso como o MBA Executivo em Administração com Ênfase em Recursos Humanos, você vai aprender a gerir estrategicamente os profissionais que trabalham com você. Isto é, vai saber como recrutar, selecionar, treinar, planejar carreiras e desenvolver uma cultura organizacional forte e eficiente.

Pronto! Depois de conhecer todas essas vantagens, você já sabe como um MBA pode ajudar no sucesso do seu negócio. Agora basta investir na especialização que mais se encaixa nas suas necessidades, para aplicar os conhecimentos adquiridos e desfrutar dos ótimos resultados.

Interessado em saber mais sobre esses cursos? Confira os detalhes sobre cada MBA no nosso site: Contabilidade Gerencial e Controladoria, Gestão Estratégica Comercial e Vendas e Administração com Ênfase em Recursos Humanos.


Marketing de Relacionamento: o que é e como usar?

O Marketing de Relacionamento é um termo que já existe há alguns anos no mercado e se tornou o queridinho de muitos comunicadores e empresários. Eles dizem “O segredo do sucesso é o relacionamento com o cliente”, mas poucos entendem realmente a importância disso.

Se você quer aprender mais sobre Marketing de Relacionamento, seus benefícios e descobrir como aplicá-lo na sua empresa, basta continuar a leitura!

O que é Marketing de Relacionamento? 

Manter um relacionamento com clientes há muito tempo deixou de ser uma opção e se tornou algo obrigatório para qualquer empresa que quer alcançar o sucesso.

Com a concorrência cada vez mais acirrada e as inúmeras variedades de produtos no mercado, falar sobre a conquista e a fidelização de clientes se tornou essencial. 

Afinal, nós já sabemos que é bem mais simples manter um relacionamento que criar um novo, não é mesmo?

Por isso, o Marketing de Relacionamento funciona como uma estratégia usada pelas marcas a fim de manter uma boa conexão com seus clientes e, desse modo, fidelizá-los. 

De forma prática, a empresa busca fazer com que o cliente se sinta único e especial. Seja por felicitações no aniversário, bônus por compras, conhecer suas preferências e seus hábitos ou simplesmente o atendendo pelo nome.

Portanto, para que essa tática seja implementada com sucesso, é necessário que a empresa, como um todo, tenha a satisfação do cliente como prioridade. Levando em consideração esse objetivo desde o primeiro contato. Ou seja, isso significa ter uma equipe de atendimento bem treinada e preparada para receber seu público. 

Leia também: Como fazer do seu atendimento um diferencial?

 

Como aplicar o Marketing de Relacionamento?

Na busca por uma fatia de mercado ainda maior, cada vez mais as empresas vêm entendendo a importância de investir no Marketing de Relacionamento. Afinal, quanto mais satisfeitos são seus clientes, maiores as chances de eles promoverem a marca de uma forma totalmente orgânica.

E, para isso acontecer, existem muitas estratégias que podem ser usadas por você. Veja a seguir algumas dicas para aplicá-las na sua empresa.

Atendimento ao cliente

O atendimento ao cliente é, de fato, o ponto principal de qualquer estratégia de Marketing de Relacionamento. 

E, como já citamos anteriormente, ter uma equipe bem treinada e preparada fará toda a diferença na reputação da sua empresa. 

Afinal o atendimento vai ter o poder de atrair ou espantar os clientes. E vale lembrar ainda que a importância dessa equipe não termina após a finalização da compra. O pós-venda é crucial para manter a conexão com o público, o que nos leva a próxima dica.

Conheça seu público

É aqui que as pesquisas de satisfação são bem-vindas. É através delas que você poderá adquirir informações importantes não só sobre os clientes, mas também sobre o que eles acham da sua empresa, produtos e serviços.

E, quanto mais você conhecer seu público, mais fácil ficará de manter um bom relacionamento com eles. O que também ajudará muito durante o pós-venda, que é uma etapa indispensável para a fidelização.

Portanto, outro procedimento que pode ser feito para auxiliar nesse processo é construir uma base de dados com informações relevantes sobre seu público. Assim, você poderá construir campanhas personalizadas levando em consideração as preferências de cada um deles.

Inclusive, com esses dados, é possível até mesmo realizar o contato com o cliente em datas importantes, como em seu aniversário, por exemplo.

 

(Fonte da imagem: Amazon).

 

Aposte em ações promocionais

Outra maneira muito eficiente de promover a fidelização dos clientes e, ainda, aumentar as chances de recompra, é através de ações promocionais.

Os cartões fidelidade são ótimos exemplos de estratégia que incentivam os clientes a voltarem ao estabelecimento para finalizar novas compras, completar o cartão e, então, ganhar algum benefício.

Por isso, utilizar de ações que beneficiam o consumidor, fazem com que eles se sintam muito mais valorizados, o que estreita a relação cliente-empresa.

E, além dos cartões, essas promoções podem incluir descontos na próxima compra, um brinde para compras acima de determinado valor, dentre outras opções. 

Nesse quesito, é importante apenas que a empresa estude bem suas possibilidades de bonificações para que não ocorra prejuízos no final do mês.

Ouça seu público

Para que um relacionamento funcione bem, é indispensável que os dois lados sejam ouvidos. Dessa maneira, é possível identificar eventuais descontentamentos e buscar soluções.

Logo, com a relação cliente-empresa não é diferente.

Seja por um problema com o produto adquirido, um serviço mal feito ou um atendimento em que o cliente não se sentiu bem recepcionado, é essencial haver um local onde o consumidor possa relatar o ocorrido.   

Lembrando sempre que não adianta apenas receber a reclamação. É necessário responder aos feedbacks dos clientes e, de preferência, da maneira menos burocrática possível.

Com essas dicas, deu para ver que não é tão complicado aplicar o Marketing de Relacionamento na sua empresa, não é mesmo?

Para quem está interessado em aprofundar os conhecimentos e ainda ter a oportunidade de aprender várias outras estratégias, a Unigran EAD oferece a graduação em Marketing na modalidade a distância.

Nela, você estudará disciplinas como: Comportamento do Consumidor, Marketing Digital, Gestão de Projetos e Inovação e, claro, Gestão de Relacionamento com o Cliente. Tudo isso em apenas 2 anos e com um curso nota máxima no MEC!

Clique aqui e conheça ainda mais detalhes sobre essa graduação.


5 temas de Administração que o aluno aprende

O espírito empreendedor faz parte do brasileiro. E sabendo dos desafios de abrir seu próprio negócio, fica ainda mais claro a necessidade de um bom conhecimento empresarial. Para isso, existe o curso de Administração.

Neste artigo você vai conhecer 5 temas aprendidos durante essa graduação e que oferecem a base perfeita para quem quer ter ainda mais segurança na hora de abrir a própria empresa, ou mesmo, garantir uma boa vaga na área da gestão.

1. Recursos Humanos

Essa é uma das áreas mais conhecidas da Administração, justamente pela variedade de pessoas com pensamentos, filosofias de vida e formas de agir diferentes que trabalharão em um mesmo local. 

Logo, é mais do que necessário que as relações sejam bem trabalhadas, permitindo um ambiente de trabalho saudável, que favoreça o desenvolvimento dos seus participantes e contribua com a produtividade dos departamentos.

O gestor de recursos humanos deve compreender que os funcionários da empresa são os recursos mais importantes, visto que são eles que fazem a engrenagem girar.

Desta forma, o curso oferece os conhecimentos necessários para que o profissional saiba como admitir um funcionário, como realizar uma boa seleção e também treinar os colaboradores que já existem na empresa.

2. Administração de Finanças

Se você tem afinidade com os números, irá gostar bastante de lidar com essa área. Afinal, uma das competências desenvolvidas durante a graduação em Administração é a responsabilidade financeira.

Portanto, além de organizar as finanças de um negócio, ele deve saber onde aplicar o dinheiro para gerar os maiores lucros.

Por essa razão, o estudante de Administração vai ter acesso a disciplinas como Introdução à Contabilidade, Matemática Financeira, Gestão de Custos, Contabilidade Empresarial e muitas outras, que darão o entendimento necessário para uma melhor gestão dentro da perspectiva financeira.

(Fonte da imagem: Fia).

3. Gestão da produção

Essa é uma microárea e um dos temas da Administração pouco comentada e conhecida pela maioria das pessoas. Nela, o estudante vai aprender sobre todo o processo de produção de um determinado produto, como ocorre, quais fatores podem interferir, entre outros pontos.

Na área de Administração da produção, o futuro profissional aprenderá sobre o uso dos recursos materiais de forma eficiente. E assim, usá-los da melhor maneira possível, promovendo qualidade e menor custo. 

Logo, esse conhecimento faz dele um profissional bastante valorizado em períodos de crises financeiras e de corte de custos.

4. Marketing

Os conhecimentos de Marketing são necessários em vários estágios da compra de um produto. Especialmente na conclusão, ou seja, no momento da venda. 

Nessa área, o Administrador de Marketing trabalha intimamente com profissionais semelhantes, como publicitários e comunicadores.

A atividade exige conhecimento na construção de estratégias de vendas, que envolvem, inclusive, os estudos para o entendimento do comportamento dos consumidores.

5. Empreendedorismo

Talvez esse seja um dos principais motivos pelos quais as pessoas escolhem o curso de Administração: a vontade de ser o dono do seu próprio negócio. 

Portanto, o aprendizado aqui tem foco em ensinar o acadêmico a tirar a ideia do papel e transformá-la em realidade.

O mercado tem favorecido muito os empreendedores, especialmente os que possuem uma ideia inovadora. As startups são, inclusive, ótimos exemplos de iniciativas com grande crescimento e de destaque em meio às empresas.

Como investir na área da Administração?

Se você gostou dos temas e tem interesse na área, saiba que investir nessa carreira pode ser fácil e de forma on-line!

Na Unigran EAD você pode estudar no conforto da sua casa ou de onde desejar, afinal, essa é uma graduação disponível na modalidade EAD e você aprende através de uma plataforma exclusiva que pode ser acessada por qualquer dispositivo com internet.

Assim, você garante seu diploma sem atrapalhar sua rotina e pode abrir as portas para um mundo de possibilidades! 

Para conhecer a grade curricular e mais informações sobre o curso, basta clicar aqui. Ou aproveite e já faça sua inscrição para nosso vestibular on-line e gratuito clicando aqui.

Continue no blog e leia também: Quais são as vantagens do coworking?


Gamificação na Educação: o que é e como funciona?

Quem nunca viu uma criança vidrada em um jogo e enrolando para fazer o dever de casa? Esse comportamento é uma pequena amostra do poder de atração e engajamento dos games. E talvez você não saiba, mas essa mesma influência pode ser adotada em sala de aula através da gamificação na educação.

Foi pensando nisso que preparamos este blog! Continue lendo para saber o que é gamificação, como ela funciona na educação e quais são as vantagens de usar essa estratégia em sala de aula.

O que é gamificação?

Em um breve resumo, gamificação consiste no uso de mecanismos e dinâmicas de jogos para engajar o público-alvo em atividades e incentivá-lo a alcançar objetivos predeterminados. 

No entanto, para criar uma gamificação, é importante entender que não basta apenas fazer com que a pessoa acumule pontos ou colecione conquistas (badges).

Além disso, é necessário envolver os participantes durante toda a atividade usando, por exemplo, narrativas, missões, desafios, conflitos, cenários, avatares e recompensas.

(Fonte da imagem: Weblayer).

Como funciona a gamificação na educação?

A gamificação na educação tem sido usada para potencializar a aprendizagem e engajar o estudante durante a aula. Com a adesão de atividades gamificadas, as lições se tornam mais atraentes ao aluno, e assim, são mais contextualizadas e produtivas.

Afinal, o estudante precisa tomar decisões, usar habilidades, recursos específicos e a criatividade para atingir o objetivo final da aula.

E em quais séries essa estratégia pode ser implementada?

A gamificação pode ser usada em todos os estágios do Ensino Básico e no Ensino Superior. Não há restrições para o seu uso na educação! Na verdade, como veremos a seguir, esse método só traz vantagens para os participantes.

Quais as vantagens da gamificação na educação?

A gamificação na educação beneficia os dois públicos, tanto alunos como professores. Ambos desfrutam das vantagens geradas por essa estratégia. Conheça as principais:

Incentivo ao protagonismo

Durante o processo, o aluno é protagonista do seu aprendizado. Ele vai seguir as regras, interagir com os demais estudantes e tomar as decisões certas para conquistar os objetivos da atividade. Sem notar, torna-se protagonista e desenvolve habilidades essenciais para a vida fora da sala de aula.

Aumento do engajamento

Nem mesmo os alunos desinteressados nos estudos conseguem resistir às atividades gamificadas. Junto aos demais estudantes, mergulham nas narrativas, missões e conquistas da gamificação, além de focar toda a sua atenção nos conteúdos trabalhados.

Portanto, os estudantes sentem-se motivados para continuar os estudos ao aprenderem com atividades interativas e interessantes. E, desse modo, aumentam, inclusive, as chances do professor colaborar com o desenvolvimento dos alunos. 

Desenvolvimento de habilidades

A gamificação ajuda a desenvolver habilidades essenciais para o mundo fora da escola. Sendo assim, durante o jogo, é preciso muita atenção, persistência, criatividade para solucionar problemas e ousadia para tomar as decisões certas.

Tudo isso é trabalhado e o estudante fica mais preparado para lidar com os desafios da vida pessoal e profissional.

(Fonte da imagem: Senac).

Estímulo à autoconfiança

O estudante enfrenta diversos desafios durante o processo. Então, ao usar suas habilidades e conquistar os objetivos, desenvolve sua autoconfiança. Afinal, foi por meio de seu esforço e dedicação que conseguiu o resultado positivo.

Feedback em tempo real

O aluno não precisa esperar para saber o resultado de suas ações. Durante o jogo, recebe feedback em tempo real e descobre se está no caminho certo ou errado.

Com essa informação importante, ele toma as decisões necessárias para atingir o objetivo e fica motivado para continuar o aprendizado.

Simulação de eventos

Por meio da gamificação na educação, é possível simular eventos importantes para ajudar os alunos a lidar e/ou compreender uma situação similar.

Essa estratégia de simulação é eficaz, por exemplo, para aulas de história e ciências. Onde o estudante pode então compreender melhor um determinado contexto histórico e aprender a usar elementos da natureza em uma situação de sobrevivência.

Viu só quantos benefícios? Agora que você já está por dentro da gamificação na educação, que tal conhecer o curso livre de Ludicidade na Construção da Aprendizagem na Educação Infantil?

Esse curso livre traz, dentre muitos conteúdos, os conhecimentos para desenvolver os recursos e ferramentas necessários para um aprendizado mais interativo e prazeroso. Tudo isso, estudando de forma on-line e com a chance de conquistar seu certificado de horas complementares em apenas 10 dias!

Clique aqui para saber mais sobre essa oportunidade. E caso ainda não esteja convencido, temos outro conteúdo que pode te ajudar a entender melhor a importância dos Cursos Livres para sua carreira. Leia também: Por que investir em Cursos Livres?